Quer Andar a Pé?

“agrada-me fazer a tua vontade, ó Deus meu”
Salmos 40:8

Um rapaz, ainda jovem, acabava de conseguir sua licença para dirigir. Ele perguntou ao pai, um ministro do Evangelho, se poderiam conversar sobre “dirigir o carro da família”. Seu pai o levou até sua sala de estudos e lhe disse: “Vamos fazer um acordo. Você me traz suas notas escolares, estuda um pouco a sua Bíblia, corta o cabelo e nós conversaremos sobre o assunto”. Depois de um mês o jovem retornou ao seu pai e perguntou se podiam conversar sobre o uso do carro. Novamente foram para a sala de estudos do pai e este lhe disse: “Filho, eu tenho estado orgulhoso. Você trouxe boas notas, tem estudado a Bíblia com diligência, porém, seu cabelo continua muito grande!” O jovem aguardou um momento e falou: “Sabe, papai, eu tenho pensado muito sobre isso. Sansão tinha cabelos longos, Moisés tinha cabelos longos, Noé tinha cabelos longos e até Jesus tinha cabelos longos… Seu pai lhe respondeu: “Sim, é verdade. E todos eles andavam a pé para todos os lugares aonde iam!”

A nossa ilustração é apenas uma maneira de descontrair e não pretendo falar sobre costumes aqui. A minha reflexão é sobre renunciar ou não a alguns de nossos interesses para que a obra do Senhor seja completa em nós.

Aprendemos a questionar aquilo que julgamos contrário ao que pensamos, mostramo-nos rebeldes aos ensinos de nossos pais e líderes da igreja, queremos que todos se adaptem ao nosso modo de viver e a única coisa que não aceitamos é obedecer à vontade de Deus.

Quando o Senhor nos chama, Ele tem propósitos para nossa vida. Ele deseja que sejamos submissos à Sua direção e confiemos que essa será a melhor maneira de alcançarmos a felicidade. Ele sabe de que somos capazes e não nos cabe questionar nada, apenas dizer:

“Eis-me aqui, Senhor. Faça em mim segundo o Seu querer, na hora que julgar adequada”.

Você quer fazer a vontade do Senhor ou, espiritualmente, andar a pé?

Autor: Paulo Roberto Barbosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *