Rio + ou – 20

Que beleza a Conferência que está ocorrendo aqui no Rio!!! Todos os problemas mundiais estão sendo discutidos (e civilizadamente!!!), os pontos mais críticos foram bem debatidos e o documento final será um primor!…

Opa! Como assim? Não? É, pois é. Eis os fatos:

  • Os moradores da cidade anfitriã são desrespeitados pelos participantes do evento, desde o cerceamento do direito de ir trabalhar, até ter flechas apontadas contra si (pelo “grave delito” de estar trabalhando);
  • As manifestações são um belo carnaval… isso inclui a sujeira deixada por ambos eventos. Talvez a sujeira do evento atual seja mais “sustentável”, mas os garis acham que deu no mesmo, os bueiros entopem do mesmo jeito, a cidade está emporcalhada com papelzinho, adesivo e pichação do mesmo jeito, etc;
  • Agora temos também circo ambulante. Gente fantasiada de palhaço, engolidor / curpidor de fogo nas ruas… é uma seriedade de dar inveja…
  • Mulher seminua exigindo respeito, pois “mulher não é só bunda e peito” (fala isso para os homens que estavam assistindo à passeata; pergunte o que foi a única coisa que viram e ouviram da manifestação, e garanto que, para a maioria, terá sido só a última palavra do bordão…

E, por fim, o pior: o Brasil (HAHAHAHA…) fez um documento “lindão” para a discussão na Conferência. Um documento em que todos os pontos que realmente polemizam e são os mais complicados e precisam ser debatidos e se chegar a um consenso, ficaram de fora. Sobraram os que são fáceis de se chegar a um acordo. Se é assim, pra que um evento desse tamanho? Uma videoconferência de 2 ou 3 horas não resolve??? Vão discutir o que, se o que é “discutível” já foi jogado no lixo?

Sinceramente, por essas e outras, começo a fazer a campanha para esse tipo de evento não se repetir aqui e lugar nenhum do mundo. É inútil. Pura balela para político aparecer na TV.

E, olha, se esse “eventinho” trouxe o transtorno que trouxe pra cá, já começo a achar que deveriam cancelar logo a Copa e as Olimpíadas. O país vai cair no ridículo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *