PL 5020/2013 >> Lei Ordinária 13312/2016

Resolvi escrever este post pois vi um fluxo anormal esses dias aqui no site pessoas pesquisando pela PL acima, que eu havia mencionado nesse post. Pois bem, descobri o motivo. A tal PL, que trata da obrigatoriedade de instalação de hidrômetros individuais em condomínios (daqui a 5 anos), enfim, virou Lei. Isso foi no dia 12/07/2016 – bate com os registros de acesso .

Então é isso, pessoal a PL 5020/2013 virou LO 13312/2016, tendo sido publicado no DOU em 12/07/2016, Pág 01 Col 01 – Ed. Extra.

Então, atenção: a partir de 12/07/2021, os condomínios deverão ser construídos somente com hidrômetros individuais.

Não me pergunta o que vai acontecer com condomínios que estiverem sendo construídos pouco antes dessa data, mas só forem entregues depois, e que não tiverem hidrômetros individuais! Eu chuto que não vão conseguir habite-se. A partir de já, se você pretende comprar imóvel na planta em algum condomínio, a julgar pelo prazo que pode levar até a construção ficar pronta, recomendo que já constem os hidrômetros individuais…

Assembly 2016

Falta pouco!!! A edição principal da Assembly Party 2016 vai acontecer entre 4 e 7 de agosto. Digo “edição principal” porque no início do ano já houve a versão “de inverno”, que é menor. A principal vem agora, no Verão (do hemisfério norte, já que o evento ocorre lá na Finlândia). 

Mal posso esperar para ver pela rede alguns lances dos principais esportes nerds, como arremesso de CD ou empilhamento de disquetes. E, olha, vai ser bem durante a época da abertura das Olimpíadas!!! 🙂

Ok, ok, o que eu quero mesmo são as novas compos das competições musicais para baixar e ouvir no meu carro… Mas fica só entre nós. 

World Press Photo 2016

Estive, mais uma vez, visitando a exposição da World Press Photo na Caixa Cultural. Não fui no ano passado (nem sei se teve…) mas já tinha ido nos dois anos anteriores – e senti falta das fotos. Como esperado, a qualidade das fotos é incrível.
Uma coisa fácil de notar, é que, mais uma vez, a violência insiste em ser o foco das categorias de notícias. Esse ano, como não poderia deixar de ser, houve muitas fotos e séries de fotos sobre os refugiados sírios. Houve também evidências bem claras da violência em San Pedro Sula, cidade na Guatemala que ocupa o topo do ranking das cidades mais violentas do mundo há alguns anos. Claro que houve também os registros de esportes, registros sobre a natureza e até crimes contra o ambiente, mas o que mais choca ainda são as fotos que mostram violência contra crianças.

Pra mim, essa foi a mais impactante. Se a legenda não dissesse que a criança está morta, pareceria apenas que está muito ferida. Mas não está. O pai olha sem acreditar que sua filha se foi. Está bem nítido:

Douma’s Children - por Abd Doumany (segunda foto da série, caso você acesse a página) Homem segurando o corpo da filha, morta em ataque aéreo - Síria
Douma’s Children – por Abd Doumany
(segunda foto da série, caso você acesse a página)
Homem segurando o corpo da filha, morta em ataque aéreo – Síria

Aliás, toda a série de fotos do Abd Doumany, que ficou com o segundo lugar na categoria de Notícias Gerais, é muito forte. São fotos muito tristes do conflito na Síria. Muitas crianças feridas, mortas…

 

Veja abaixo, algumas outras fotos da exposição. Clicar nas imagens vai te levar à página no site da World Press Photo que possui essa imagem – em resolução maior, com detalhes, etc.

Para quem nunca visitou essa exposição, eu recomendo muito. Pelo que aparece no site deles, não há mais datas agendadas para exposição no Brasil esse ano, mas já separe um espaço no meio do ano na sua agenda para o ano que vem. Mais ou menos nessa época eles devem voltar ao Brasil.

 

hboavfnmajrop1tnskgs2
Storm Front on Bondi Beach – por Rohan Kelly

 

The Power of Nature - por Sergio Tapiro Vulcão Colima, México
The Power of Nature – por Sergio Tapiro
Vulcão Colima, México

 

Gang-related Violence - por Niclas Hammarström Homem caído morto, durante tiroteio em San Pedro Sula (Guatemala)
Gang-related Violence – por Niclas Hammarström
Homem caído morto, durante tiroteio em San Pedro Sula (Guatemala)

 

Douma’s Children - por Abd Doumany Homem carregando o corpo de uma criança morte em ataque aéreo (Síria)
Douma’s Children – por Abd Doumany
Homem carregando o corpo de uma criança morte em ataque aéreo (Síria)

 

Broken Border - por Bulent Kilic Travessia da fronteira da Turquia por refugiados sírios
Broken Border – por Bulent Kilic
Travessia da fronteira da Turquia por refugiados sírios

Dercy no Google

E eis que na véspera do meu aniversário eu abro o Google e me deparo com essa cena:

GoogleDercy

E com essa explicação no El País.

Agora, imagina se o Google resolvesse responder nossas pesquisas com se fosse a homenageada respondendo…

“Não vou buscar nada não! Vai procurar na P¨¨&%*&687 que Pa89798r7u989(*¨&(*&)(&iu!!! Veio aqui pesquisar putaria, é? Vai t&*(¨$#%¨¨&* no C&¨%$%$(*¨(¨*(U!!!”

PL 5020/13: Câmara aprova exigência de medição individual de água em condomínios

sunset-1270563_640

Texto baseado em: http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/CONSUMIDOR/508895-CAMARA-APROVA-EXIGENCIA-DE-MEDICAO-INDIVIDUAL-DE-AGUA-EM-CONDOMINIOS.html – (por: Agência Câmara Notícias)

Foi aprovado, hoje na Câmara, a Proposta de Lei 5020/2013, depois de mais de 3 anos tramitando. Com essa aprovação da PL, só falta a sanção presidencial, para que, daqui a 5 (CINCO) anos, seja obrigatório que,  nos NOVOS condomínios, os hidrômetros sejam separados por unidade. Ou seja, para os novos condomínios, aquela taxa de água que é rateada entre todos os condôminos vai ficar bem menor, e vai se referir somente ao que é usado nas áreas comuns para limpeza, ou nas piscinas, etc. O que for usado em cada apartamento/casa/etc será cobrado em conta individual.

Na boa, não sei porque já não é assim “desde sempre”… É muito mais justo. O desperdício de um não deveria impactar na  conta de todos os demais. E a economia de um não deveria ser repassada a um perdulário. Agora fica tudo muito melhor – na condição de que os condomínios não permitam excessos com a água “do condomínio” por parte de um condômino ou outro, sob risco de isso trazer problemas internos que hoje. É o caso daquele vizinho que lava os carros todos os finais de semana, esbanjando muita água do condomínio e o síndico vai ouvir reclamações de outras pessoas que não querem pagar por isso. Não que isso não exista hoje. Mas vai ficar muito mais evidente. E aí, ou as pessoas entram em acordos pacificamente, ou podem esperar aumentos no gasto da água “do condomínio” a troco de “birra”.

De qualquer forma, está aprovado o que, para alguns municípios já é lei, e agora deverá ser para todo o país – a menos que apareça algum recurso, e, aí, a PL volta para análise no Plenário da Câmara. O tempo nos dirá o que vai acontecer nos novos condomínios, mas, para quem sabe economizar os recursos hídricos, e para os casos de condomínios em que é feito reuso da água da chuva e outros tipos de reuso, prevejo uma boa economia mensal.

Feriadão?

img_6728
Uma das coisas mais engraçadas de envelhecer é ficar na dúvida se feriados ou fins de semana são para relaxar ou cansar mais. É um corre-corre pra lá e pra cá, preparar malas se for viajar, arrumar as crianças (se você as tiver), passa no posto para abastecer (se tiver carro), pega trânsito, e por aí vai.

Você passa a semana (às vezes meses) esperando chegar esse período para descansar, e se vê preso nesse monte de tarefinhas. Não é incomum você mal começar o “descanso” mais cansado do que se tivesse ficado em casa ou ido pro trabalho. Então qual é a vantagem de continuarmos agindo assim? A resposta parece ser a quebra da rotina.

Ficar diariamente executando o mesmo ciclo de tarefas acaba por cansar seu cérebro. Tente ficar mais de uma semana sem folga, trabalhando todos os dias e você verá sua produtividade desabando. Deus bem que avisou que você precisa descansar. E nem precisa ficar o dia inteiro de papo pro ar. É sair da rotina. Embora essa saída de rotina seja, aparentemente, cansativa, como descrevi no início do post.

Agora, a própria forma de descanso também deveria ser “não repetitiva”. Fazer todos os fins de semana a mesma coisa também não ajuda. Acaba que a rotina diária vira uma rotina semanal. É importante variar o que se faz nos fins de semana, ainda que na maioria das vezes você faça a mesma coisa. Mas se de vez em quando puder, mude. Faça uma viagem curta. Passa um dia no shopping. Na pracinha. Num parquinho de diversões. Varie.

Esse meu feriadão, por exemplo, foi bem variado. Na quinta-feira, depois de um pequeno estresse no trânsito para uma viagem curta para a praia, tive um bom dia na praia e me diverti muito. No dia seguinte eu precisei trabalhar mas já estava mais leve. E, com trânsito zero, fui e até voltei pra praia de noite, onde curti o segundo tempo do feriadão no sábado.

Se eu julgasse o feriado só pela forma como começou, teria ficado emburrado o tempo todo, e provavelmente nem voltaria no dia seguinte. Mas uma vez chegando ao destino, é importante agir como você queria: relaxar e se divertir para recarregar as baterias e quebrar a rotina de estresse. Então, melhor esquecer o trânsito ruim, até porque isso já temos todos os dias.

E deu certo.

A Nova Krull's HomePage